Nikki Nixon

Detalhes do autor

Data de registro: 21 de setembro de 2016

Últimos Posts

  1. HENFIL E FRADIM: O PASSAPORTE PARA A TRANSGRESSÃO — 12 de outubro de 2016
  2. Kripta – O Horror em Preto e Branco — 27 de setembro de 2016
  3. Almanaque do Humordaz — 26 de setembro de 2016
  4. Seguindo a Trilha do Assassino — 26 de setembro de 2016
  5. O Bicho — 25 de setembro de 2016

Listas de posts do autor

out 12

HENFIL E FRADIM: O PASSAPORTE PARA A TRANSGRESSÃO






Nascido Henrique de Souza Filho, no dia 05 de fevereiro do ano de Nosso Senhor 1944, na pequena cidade mineira de Ribeirão das Neves, Henriquinho como era chamado teve a mesma educação religiosa que seus irmãos e colegas recebiam naquela época, onde os melhores colégios eram regidos pela Igreja Católica. A didática desses colégios se …

Continue lendo »

set 27

Kripta – O Horror em Preto e Branco






Por quase quarto décadas os quadrinhos de terror tiveram lugar de destaque nas bancas brasileiras, vivendo o seu apogeu nos anos 60/70 até desaparecerem quase por completo nos anos 80. O gênero horror aportou no mercado editorial brasileiro em meados dos anos 50 com a revista O Terror Negro (julho de 1950), que inicialmente trouxe …

Continue lendo »

set 26

Almanaque do Humordaz






A história do Humordaz começou no jornal Estado de Minas, mais precisamente em uma pequena coluna assinada pelo Procópio, que aos poucos foi crescendo, quando então a convite vieram os cartunistas Lor e Nilson, além do Dirceu, que se intitulava como frasista. Tomando cada vez mais espaço na página graças à crescente aceitação dos leitores, …

Continue lendo »

set 26

Seguindo a Trilha do Assassino






Por Katchiannya Cunha Em 2004, a Panini Comics anunciou a publicação no Brasil aquele que ainda é considerado por muitos como um dos melhores mangás de samurai de todos os tempos: Lobo Solitário (Kozure Okami no original). Três anos depois, o samurai renegado Ito Ogami e de seu filho, Daigoro, finalizaram, no Brasil, a sua …

Continue lendo »

set 25

O Bicho






“Este é o bicho que avisamos que vai pegar: Gordo de 32 páginas. Grampeado no lombo. De cor variável por fora E preto e branco por dentro. Enfim, um bicho de papel. Mas de espécie nunca vista, inteiramente inédita por estas bandas: uma revista de HQB. Histórias em Quadrinhos Brasileiras. Para adultos, de jovens para …

Continue lendo »

set 25

A Saga de Xam






Mesmo com um exemplar em mãos de Saga de Xam, não foi fácil escrever sobre este álbum, que foi a primeira HQ a ganhar o status de arte pelos críticos e publicações da segunda metade dos anos 60. São poucas e dispersas as informações disponíveis na rede sobre a obra e seus autores. Em 1962 …

Continue lendo »

set 24

Tubarões Voadores – A HQ Que Virou Música






Não é novidade que os quadrinhos e a música tem andado de mãos dadas há muito tempo, no HQ Press publicado em Sandman #07 (Editora Globo, maio/1990), Sidney Gusman elencou os principais “flertes” destas duas artes: – Músicas / músicos / bandas que viraram quadrinhos. – Personagens de quadrinhos que inspiraram letras de música. – …

Continue lendo »

set 24

Nasce o Super-Homem






Quando a criação máxima de Jerry Siegel e Joe Shuster: o Super-Homem completou 75 anos. Muito se falou sobre a sua trajetória através de todos esses anos, as brigas na justiça pelos direitos autorais, as eternas reformulações do personagem, os desenhos, seriados para tv e cinema, e os filmes de longa metragem. Mas como isso tudo …

Continue lendo »

set 24

A Sedução dos Inocentes






Através de um link publicado no universo hq que pude ter acesso aos scans originais em inglês da versão condesada do livro A Sedução dos Inocentes (Seduction of Innocent), publicada originalmente na revista Reader´s Digest (Seleções de Reader´s Digest ou simplesmente Seleções) em maio de 1954. Pedi a duas profissionais simpatizantes da livre informação que …

Continue lendo »

set 24

Quem Lê Quadrinhos, Consome.






Enquanto os comerciais de tv e rádio são limitados por um número fixo de exibições, os folders vem e vão pelas ruas e malas diretas, os banners na internet ainda tem um alcance limitado, os anúncios em revistas fazem parte do tipo de propaganda mais duradoura que existe. O anúncio em mídia impressa (magazines, informativos, …

Continue lendo »

Posts mais antigos «